Segundo Verão para nós, começamos pelo “não”. Não comunidade, não vamos ceder coordenadas de locais de árduo acesso, nem de fácil acesso, porquê? Porque se torna mais prático explicar como chegar ao locais através do texto ao invés da crua e sedenta coordenada, e no caso dos locais de árduo acesso, não queremos ser responsáveis por acidentes, pessoas perdidas ou destruição desses redutos que são muitas das vezes os locais da própria fauna, onde descansam essencialmente na época balnear longe dos olhares do turismo, essencialmente de massa. Já temos visto que a moda é essa, ceder, oferecer ou banalizar as coordenadas por determinadas páginas para atingir os vários fins, entre eles, claro,  o rácio nas fotografias e nos videos, como quem oferece migalhas a pedintes. Não será esse o lema desta comunidade, aliás, como nunca o foi. Lamentamos desapontar mas também não vamos pagar para crescer e obter mais Likes, aliás, a nossa comunidade não ganha dinheiro nem tem páginas de turismo por trás camufladas para explorar o Gerês.

    Vamos vocacionar em breve esta página para um trabalho mais metódico, para um trabalho menos diário, não apenas nos cingirmos a debitar fotografias ou videos como foi durante muito tempo, confesso, o nosso caminho, e cujas outras comunidades se tem também pautado nesse registo, não trazendo a nosso ver, de facto, novidade para além da fotografia e do vídeo. Não criticamos como é obvio, porque mostrar o nosso Parque Nacional parte muito do uso da fotografia. Há um momento em que o próprio Facebook, rede onde estamos inseridos nos prova definitivamente que pagando podemos chegar em semanas às 100.000 ou 200.000 pessoas. Discutíamos esta particularidade entre comunidades, e percebemos que essa forma cancerígena de estar numa espécie de nicho vazio não será certamente também a nossa.

   Outra das novidades que iremos implantar será o uso de conteúdos da nossa página web, este veiculo que temos, será utilizado, e atualizado com maior regularidade, uma aposta maior naquilo que poderá de facto marcar pela diferença.

 

Comentários